» » Entrevista: Solange Marchezinni

Entrevista: Solange Marchezinni

postado em: Entrevistas | 0

Anos atrás, numa dessas travessuras de criança, acabei prendendo o dedo do meu irmão mais novo na porta de uma maneira que ninguém conseguia soltá-lo. Naquele momento, em desespero, minha mãe abriu a porta do apartamento e começou a pedir por socorro.

Solange Marchezinni Foi assim que a Solange Marchezinni entrou em nossas vidas, como nossa ‘salvadora’ que, com toda sua calma e doçura (características marcantes dela), nos ajudou a resolver o problema em questão: tirou o dedo do meu irmão da porta, são e salvo.

A partir daí surgia uma grande e duradoura amizade, na qual pudemos conhecer e acompanhar mais de perto a vida desta pessoa linda, ótima mãe, ótima cozinheira, ótima amiga e ótima esposa, que desde aquela época já adorava decorar as festas de aniversários.

Com o passar do tempo ela começou a se dedicar ao Design de Interiores e, hoje, está colhendo os frutos de tanta dedicação e amor à profissão, que são o sucesso e o reconhecimento.

Ela é tão apaixonada pela sua profissão que resolvi convidá-la para uma entrevista ao LifeBreak, a qual você confere abaixo.

Entrevista: Solange Marchezinni

LifeBreakQuando você decidiu trabalhar com Design de Interiores? Houve outras escolhas anteriormente?

Solange Marchezinni: Tenho como primeira formação a Nutrição Clínica, mas sempre fui apaixonada por arrumação de mesa, decoração e tudo que se refere à área, até que resolvi trocar de profissão (eu sofria muito com o drama dos pacientes).

LifeBreakComo foi essa troca de profissão? O que a motivou a mudar para algo tão diferente?

Solange Marchezinni: Foi um pouco difícil por se tratar de uma mudança bem ‘radical’, mas eu adoro desafios! Na realidade sempre tive esse ‘lado designer’, até os legumes tinham que ser cortados exatamente iguais! Só foi necessário dar o start!

LifeBreakComo é sua rotina diária? Como você concilia projetos, entrevistas, exposições/amostras e compromissos?

Solange Marchezinni: Passo nas obras pela manhã para conferir o andamento, delegar tarefas, verificar detalhadamente o que está sendo executado. Muitas vezes faço reuniões com engenheiros, eletricistas, encanador, gesseiro, etc., de acordo com a fase da obra. Visito lojas e sites de decoração e arquitetura, para verificar os produtos que irão compor a obra, bem como a decoração. Concilio a execução de projetos normalmente à noite, até altas horas, para passar para o cadista logo de manhã, isso acontece quando não tenho eventos.

Associo no decorrer do dia e às vezes à noite as mostras de decoração, e conforme o cliente (como shoppings), o serviço é feito de madrugada. As entrevistas normalmente acontecem durante os eventos ou com hora, data e local marcado.

LifeBreakDo que você mais gosta no seu dia-a-dia de trabalho? E do que menos gosta?

Solange Marchezinni: Adoro tudo o que faço! Tem, é claro, o cansaço físico, por ter que me deslocar de um canto a outro, e também o cansaço mental, porque em uma obra nós somos o ‘maestro’. Mas é muito recompensador. O que menos gosto é chegar para visitar uma obra e ver que o trabalho não foi executado ou está atrasado, é estressante!

LifeBreakO que você considera ser a maior recompensa da sua profissão?

Solange Marchezinni: A maior recompensa é sem dúvida ver a obra finalizada. Constatar a satisfação dos clientes vale por todo o stress que possa ter havido durante a execução.

LifeBreakExiste algum profissional que você admira e no qual se inspira para realizar seus trabalhos?

Solange Marchezinni: São vários os profissionais que admiro, tem muita gente boa, mas eu não tenho um em especial ou que me inspire. Temos que ser ecléticos, camaleões, mudar de um estilo para outro e fazer vários ao mesmo tempo de acordo com o cliente. Particularmente não gosto que um projeto meu seja parecido com outro, acho interessante não ficar rotulada por um único estilo, o bom é diversificar e acredito que o cliente também gosta de ser exclusivo.

LifeBreakTrabalhar com a criatividade não é fácil, pois às vezes a inspiração não vem. Isto já ocorreu com você? Como lida com esse problema? Onde você busca inspiração nesses momentos?

Solange Marchezinni: Quando a inspiração não vem, o melhor a fazer é parar um pouco, mudar o foco. É importante fazer pesquisas, muitas vezes é a minha fonte de inspiração. Várias vezes aconteceu de eu sonhar com um determinado elemento do projeto que estava pendente, nesse caso recorro ao bloco e lápis que tenho sempre na mesa de cabeceira e desenho ou faço anotação. É infalível!

LifeBreakHá algum projeto em especial que você gostou mais de fazer? Por quê?

Solange Marchezinni: Todos os projetos são especiais, uns mais trabalhosos, outros mais fáceis de conduzir. Uma clínica veterinária foi um projeto gostoso que necessitou de dedicação e estudo para desenvolvê-lo. Como se trata de animais pode-se usar o lúdico, aí tudo fica mais leve e descontraído.

LifeBreakComo designer você precisa unir a beleza com a funcionalidade. É muito difícil conciliar essas duas coisas? Como é seu processo de criação para um projeto?

Solange Marchezinni: Não é difícil, é como um quebra-cabeça no qual você tem de unir as peças para obter a harmonia.  Deve-se levar em conta o cotidiano do cliente, perfil, hábitos – é fundamental para a criação de um projeto, caso contrário, não fica com a ‘cara do cliente’.  Posso adaptar o gosto dele à funcionalidade, harmonia, beleza, elegância, sem contar com a ergonomia – muitas vezes esquecida (altura dos mobiliários, distância entre eles, sofás, cadeiras, poltronas que acomodem bem e não seja apenas uma peça bonita), enfim, são pequenos detalhes que fazem a diferença.

LifeBreakSe você fosse desenvolver um projeto para si própria, que tipo de ambiente retrataria seu estilo?

Solange Marchezinni: Meu estilo que tenho em casa é o clássico, cores neutras me trazem tranquilidade.

LifeBreakMesmo trabalhando com o que ama, você já teve momentos em que pensou em desistir, mudar de profissão ou algo parecido?

Solange Marchezinni: Não, não penso em mudar de profissão, posso até conciliar, assim como já fiz em revistas sendo produtora visual, que gosto muito e é dinâmico.

LifeBreakMuitas pessoas criam listas de coisas que as fariam se sentir realizadas profissional e pessoalmente, e procuram correr atrás de cada item. Você também fez a sua lista ou não gosta de ‘programar a felicidade’?

Solange Marchezinni: Não programo. Procuro não criar expectativa,  acho interessante ter objetivos e receber do universo de acordo com seu desempenho profissional e pessoal o melhor que ele tem a oferecer.

LifeBreakConsiderando que hoje você trabalha com o que gosta, o que você diria para que a pessoa comece a fazer aquilo que ama e transforme esse sonho em realidade?

Solange Marchezinni: “Nada como um sonho para se criar o futuro” (Leonardo da Vinci). Não deixe de ir atrás do seu ideal, lute e acredite.

LifeBreakAlém do trabalho, quais são suas outras paixões? O que você gosta de fazer nos momentos de lazer ou em atividades paralelas?

Solange Marchezinni: Cozinhar é minha paixão, em especial geleias. Adoro leitura, também!

LifeBreakPara finalizar, a pergunta recorrente do LifeBreak: Qual seu conselho para quem está pensando em seguir a carreira de Designer de Interiores?

Solange Marchezinni: A carreira de Designer de Interiores é fascinante, mas tem que ficar claro que não é só tirar um móvel daqui e por ali, ou colocar flor no vaso! É saber ou ter noção de como colocar piso, parte elétrica, gesso, pintura, iluminação hidráulica, etc. Quem quiser tem que estar preparado para noites em claro e muito dinamismo físico e mental.

Saiba mais:

Solange Marchezinni

Facebook: www.facebook.com/DecoracaoDesignEInteriores

Galeria de fotos: Projetos

Veja abaixo algumas das obras realizadas pela Solange.

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Aline Guedes:

Consultora e Editora

Formada em Direito pela Universidade São Judas, apaixonada pela vida, por moda, por fotografia e gastronomia funcional. Gosta de lidar com pessoas, buscando extrair sempre o melhor delas. Acredita que a felicidade e a paz interior são os melhores estimulantes da criatividade. Ama incondicionalmente todos os cachorros do mundo. www.vidacomtempero.com.br | aline@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: