» » Entrevista: Dra. Olga Tessari

Entrevista: Dra. Olga Tessari

postado em: Entrevistas | 0

Dra. Olga TessariO LifeBreak estreia hoje a categoria ‘Entrevistas’,  que trará, todas as quintas, um bate-papo com pessoas apaixonadas pelas suas profissões e que contarão um pouco de suas rotinas, motivações e desafios. Para a estreia, conversei com a Dra. Olga Tessari, que é Psicóloga, Psicoterapeuta e Pesquisadora, Mediadora de Conflitos, Consultora Comportamental, Supervisora Clínica, Escritora, Palestrante e Professional Coach pela Academia Brasileira de Coaching. Ufa!

E como se não bastasse ela ainda é membro do Rotary Club e também participa constantemente de programas de rádio e televisão, além de se dedicar à astronomia como hobby e – como eu – ter uma paixão pelo bairro da Mooca.

No meio da correria, compromissos e agenda disputada, ela constantemente declara: “Eu amo o meu trabalho“. Essa declaração foi o que me levou a convidá-la para uma entrevista para o LifeBreak – convite ao qual ela gentilmente aceitou. Confira abaixo.

Entrevista com a Dra. Olga Tessari

A primeira pergunta é inevitável: Por que a psicologia? O que a levou a escolher essa profissão? Houve outras escolhas, dúvidas, etc., ou esse foi um caminho que desde cedo você estava certa de que queria seguir?

Dra. Olga Tessari: Para explicar a minha escolha, preciso voltar no passado! Desde menina eu sempre gostei de observar e analisar tudo o que acontecia à minha volta: eu costumava passar horas observando o comportamento das pessoas e tinha uma curiosidade enorme de entender porque elas sofriam tanto, já que eu sempre acreditei que devemos ser felizes. Ao mesmo tempo, eu também costumava passar horas observando o céu noturno e filosofando acerca do universo como um todo: sou apaixonada pelas estrelas desde muito pequena, e tornei-me astrônoma amadora logo que comecei a ler e a escrever, “devorando” livros que continham mapas celestes e informações sobre Astronomia.

Em paralelo, passava horas lendo livros de todos os assuntos relacionados a pessoas: romances, contos, biografias, etc. Aos 8 anos de idade tornei-me sócia da Biblioteca infanto-juvenil da Vila Prudente e orgulho-me de ter lido todos os livros do acervo na época. Ao final do ensino médio, quando tive que escolher a carreira a ser seguida pelo resto da minha vida eu entrei em crise, pois gostava igualmente de Astronomia e de Psicologia: deveria estudar Física e depois fazer uma especialização em Astronomia (na época não havia o curso universitário de Astronomia) ou estudar Psicologia? Fazer as duas faculdades ao mesmo tempo era inviável porque o curso de Psicologia na USP era em tempo integral. Decidi escolher a Psicologia como profissão e a Astronomia como hobby porque, na época, não havia muitas opções para trabalhar com Astronomia, como ainda é até hoje em dia. Não me arrependi da escolha porque continuo fazendo as duas coisas ao mesmo tempo.

Você trabalhou em outras áreas e/ou profissões antes? Como foi?

Dra. Olga Tessari
: Trabalhei em uma empresa como recepcionista no período em que fazia o ensino médio: foi uma experiência muito interessante porque tinha contato com todos os tipos de pessoas e podia observá-las enquanto trabalhava. Gostava muito de conversar com todas elas; um certo dia, recebi um buquê de flores enorme, junto com uma caixa de bombons de um senhor que veio me agradecer por tê-lo tratado tão bem: ele era um vendedor de pele negra e ficou perplexo por eu não ter sido preconceituosa com ele, como muitas outras pessoas eram no dia a dia dele ao visitar empresas.

 Quais são as suas motivações? O que te faz levantar da cama todos os dias?

Dra. Olga Tessari: Saber que, com meu trabalho, vou ajudar as pessoas a serem mais felizes!

 Fale um pouco sobre sua rotina semanal. Como você concilia compromissos, entrevistas, palestras e consultas? Como é o seu dia?

Dra. Olga Tessari participando de programa na Rádio Transamérica
Dra. Olga Tessari participando de programa na Rádio Transamérica

Dra. Olga Tessari: Trabalho muito, não só atendendo no consultório, mas respondendo e-mails, redigindo textos para colocar no meu site (eu mesma o construí e o mantenho atualizado) ou respondendo questões para matérias em jornais, revistas e sites da internet; além disso, costumo ser convidada a dar entrevistas na TV aberta, à cabo ou em WebTVs, assim como para fazer palestras e cursos. Também sou rotariana e presto serviços à comunidade. E, nas noites de céu limpo, costumo observar estrelas. Em suma, não tenho uma rotina comum, cada dia há coisas novas para fazer e vou agregando-as de acordo com o tempo que disponho. E isso significa trabalhar praticamente de segunda a segunda, quando estou acordada, em atividades ligadas à profissão ou ao meu hobby. Sempre que me sobra um tempo, pego meu carro e vou para a estrada porque adoro dirigir!

 Do que você mais gosta no seu cotidiano?

Dra. Olga Tessari: Gosto da falta de rotina, das coisas novas que acontecem todo dia, do desafio de cada caso novo que atendo e de ver a evolução positiva das pessoas que atendo. Encaro como um desafio prazeroso ter que conciliar tantas atividades e dar cabo delas da melhor forma possível. Acredito que se eu tivesse uma rotina padrão com hora de acordar, de trabalhar e de dormir seria muito entediante!

E do que menos gosta?

Dra. Olga Tessari: Sendo astrônoma amadora, sou notívaga, costumo dormir muito tarde e não gosto de acordar cedo. Mas não fico mal humorada quando tenho compromissos matinais e os faço com prazer.

Lidar com emoções, frustrações e angústias do comportamento humano não é fácil como muitos acreditam – eu mesmo já tive preconceitos até entender melhor esse universo. A psicologia é muito mais do que sentar e ouvir problemas de alguém no divã. Como você resumiria a importância dessa profissão?

Dra. Olga Tessari: Costumo dizer que os psicólogos existem para ajudar as pessoas a serem felizes, a resolverem problemas e a enxergarem o lado bom da vida, amando a si mesmas em primeiro lugar. Se todos amassem a si mesmos em primeiro lugar, o mundo seria um lugar muito melhor para se viver porque as pessoas se respeitariam mutuamente e se tornariam cidadãs, lutando pelo bem comum de todos, buscando viver em paz e harmonia.

Nem todos os dias são perfeitos. Não temos um arco-íris nos acompanhando 24h. Você já teve momentos em que desejou jogar tudo pro alto, desistir, mudar de profissão ou algo assim? E, em caso afirmativo, o que a fez continuar?

Dra. Olga Tessari: Já tive dias em que desejei morar numa ilha deserta ou no meio do mato, longe de tudo e de todos! Não me conformo como as pessoas se sujeitam a ter uma vida tão pequena, tão vazia, com preocupações tão tolas e sem respeito algum ao próximo. Mas o meu ideal de colaborar para um mundo melhor de se viver me faz continuar!

Sucesso e satisfação pessoal são tópicos muito relativos e suas interpretações variam de pessoa para pessoa. Mas costumamos ter uma ‘checklist’ daquilo que nos faria sentir realizados. Você também tem a sua? Os itens dela estão preenchidos ou existem alguns em branco?

Dra. Olga Tessari: Acredito que os sonhos fazem parte da natureza humana e, enquanto eu sonhar, acredito que sempre faltará alguma coisa para eu dizer: cheguei lá! Mas eu me sinto realizada em poder fazer a minha parte.

Sonhos. Todo mundo tem os seus, mas poucos realmente correm atrás para realizá-los. Qual seria seu conselho para que a pessoa comece a fazer aquilo que ela ama?

Dra. Olga Tessari: Não desista dos seus sonhos! É fundamental ter dedicação, estudar muito e ser comprometido com o que faz, além da paciência e persistência para conseguir o que deseja.

Qual a maior recompensa da sua profissão?

Dra. Olga Tessari: Ver as pessoas resolvendo seus conflitos, problemas e tornando-se felizes, dirigindo elas mesmas a sua própria vida!

Se pudesse fazer/ser outra coisa (qualquer coisa) neste exato momento, o que seria?

Dra. Olga Tessari: Penso que se eu pudesse voltar atrás, faria tudo de novo! E que, se eu pudesse ser qualquer coisa, continuaria sendo o que sou!

Além do trabalho, quais são suas outras paixões? O que você gosta de fazer nos momentos de lazer?

Dra. Olga Tessari: Escrever, dirigir, observar estrelas, ler, ver filmes, jogar conversa fora com pessoas inteligentes e de cabeça aberta para a vida, além de cultivar plantas e vê-las crescer. Gosto muito de navegar na internet, que é um mundo repleto de novas possibilidades de ver o mundo. Adoro viajar para lugares de natureza intocada, longe do burburinho das pessoas. Gosto muito de ver o nascer e/ou o por do sol, considero um momento mágico!

Se tivesse a oportunidade de passar uma tarde conversando com alguém (vivo ou morto), quem seria e por quê?

Dra. Olga Tessari: Gosto de conversar com pessoas idosas em geral, aprendo muito com a experiência delas.

Para finalizar, qual seu conselho para quem está pensando em seguir carreira na psicologia?

Dra. Olga Tessari: Estude psicologia e seja psicólogo para ajudar as outras pessoas, não a si mesmo porque o curso não serve para resolver seus próprios problemas: um tratamento psicológico é muito mais eficiente. Além disso, é preciso gostar muito de ler e de estar aberto para estudar muito a vida inteira, fazendo especializações, participando de congressos, etc!

Saiba mais:

Dra. Olga Tessari

Sites: www.ajudaemocional.com | www.olgatessari.com
Facebook: www.facebook.com/olgatessari
Twitter: @olgatessari
Livros publicados: “Dirija sua vida sem medo” e o novo livro que será lançado agora em outubro: “Amor X Dor: As várias faces do amor e da dor – Caminhos para um relacionamento feliz”.

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Emílio Calil:

Editor, Consultor e Palestrante

Jornalista, designer e consultor com mais de 15 anos de experiência em diversos ambientes de trabalho – de agências de propaganda a multinacionais como a Microsoft. Acredita que as pessoas devem fazer o que amam para serem felizes e produtivas, e para isso oferece métodos e projetos que ajudam tanto empresas quanto pessoas. Apaixonado por tecnologia, games e pela cidade de Gramado. www.emiliocalil.com | emilio@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: