» » Como mudar de carreira sem sair (ainda) do seu emprego

Como mudar de carreira sem sair (ainda) do seu emprego

postado em: Artigos | 0

Como mudar de carreira sem sair (ainda) do seu emprego
Todos nós podemos causar um impacto maior do que imaginamos. Essa tem sido minha maior lição desde que iniciamos o LifeBreak. Não importa sua idade, sua situação, seus ‘defeitos’ ou problemas; sempre existe um jeito de criar um impacto único no mundo e naqueles que o cercam. E isso é mais comum e mais poderoso do que muitos acreditam.

É por isso que estamos aqui. É por isso que o LifeBreak existe – para ajudar você a descobrir o que te motiva e encontrar uma forma de aplicar isso ao mundo de uma maneira que te complete, melhore a vida das outras pessoas e te faça se sentir vivo.

E não estou falando sobre se tornar o próximo Gandhi ou Steve Jobs. Não tenho dúvidas de que alguns de vocês se encaixam nesse perfil, mas tudo o que importa é como você decide se levantar e começar a fazer alguma coisa significativa – para você e para o mundo. Encontre uma razão pela qual você não consiga usar desculpas, e troque isso por ação.

Mas e se eu não puder me demitir e começar a fazer o que eu quero?

Primeiro, você não está sozinho. Eu entendo perfeitamente que a maioria das pessoas possui obrigações financeiras, pessoais e familiares. Estamos todos no mesmo barco. A chave é encontrar aquilo que te anima e começar a construir uma carreira em volta disso muito antes de pedir demissão. Dessa forma os riscos são bem menores. Se você se demitir de repente, as chances são de que poderá entrar em pânico, não saberá o que fazer e, em alguns meses, vai acabar arrumando outro emprego tão miserável quanto o anterior. E isso sim é uma tragédia.

Nosso objetivo para você é fazer a transição que lhe dê a melhor chance de causar seu impacto no mundo. Para muitos, isso é um processo gradual. Já vimos pessoas que encontraram uma forma de aplicar suas recém-descobertas habilidades em seus empregos atuais, o que as leva a uma nova fase de contentamento e elas nem precisaram se demitir. É divertido pensar nas possibilidades uma vez que você começa a fazer essas descobertas.

O segredo é começar pequeno. Começar tão pequeno que tudo o que você precisa fazer é dar o primeiro passo.

Você precisa dar o primeiro passo para trilhar seu caminho

Esse é o nosso foco constante no LifeBreak e é a base de todo o nosso trabalho. Você se surpreenderá ao saber quantos pequenos passos são necessários para correr uma maratona.

Aí fora existem pessoas de verdade que mudaram suas vidas de verdade. Não são atores, não são personagens fictícios de um livro ou filme. São pessoas de carne e osso que deram o primeiro passo. Bancários, donas de casa, arquitetos, designers, médicos, motoristas. Não importa o que eles eram, e sim o que se tornaram. E o mais legal de tudo isso? Todos concordam que estão apenas começando. Estão se divertindo com as possibilidades.

É certo afirmar que muitas dessas pessoas não tinham a menor ideia da diferença que queriam fazer no mundo anos atrás. E muitos nem achavam que isso era possível. Mas começaram devagar a explorar. A experiência começou a aumentar e antes que se dessem conta, estavam causando um impacto maior do que imaginavam.

Agora é o momento perfeito para começar

Tire seus projetos da gaveta e comece a viver seus sonhos

Estamos em fevereiro de 2014, o ano ainda está no começo. Provavelmente você fez, em dezembro passado, suas ‘promessas de ano novo’. E deixa eu adivinhar: Não conseguiu mantê-las nem por dois dias, certo? Eu já imaginava. Sabia que 75% das pessoas no mundo inteiro não consegue manter essas promessas depois de março?

Eu sei que você tentou, que deseja mudar de verdade, mas ‘não consegue’. Então quero lhe fazer o desafio de estipular um simples e único objetivo.

Eu o desafio a fazer de 2014 o ano em que finalmente você vai tomar uma atitude em relação ao trabalho que não te faz feliz.

O ano em que finalmente você levará a sério aquele pequeno hobby, paixão ou projeto pessoal que tanto deseja chamar de “seu próprio negócio”.

Eu o desafio a fazer deste o ano em que se comprometerá a aprender mais sobre si mesmo e finalmente fazer o trabalho que você acha que não consegue.

Faça algo, qualquer coisa, não importa se for grande ou pequeno, para começar seu impacto no mundo. Diga em alto e bom som ao mundo: “Eu estou aqui!!!”

O maior risco é não fazer nada

O maior risco não é tentar e errar. Ou perseguir um sonho e ele não terminar como você esperava – porque nunca termina, mesmo.

O maior risco é acordar daqui a vinte anos e pensar em como você gostaria de ter dado o primeiro passo hoje.

O maior risco é escolher condenar a si mesmo a seguir um caminho que você sabe que não é seu. Ou viver uma vida regrada em um desespero silencioso de uma existência complacente.

O maior risco não é tentar e falhar.

O maior risco é não tentar nunca.

Porque, no fim das contas, esta é a única forma de tornar o fracasso uma certeza.

Pergunte a si mesmo:

Se não for agora, quando?

Se não for você, então quem?

Agora é um bom momento para começar.

E se você não souber como e nem de que forma, nós estamos aqui pra te ajudar.

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Emílio Calil:

Editor, Consultor e Palestrante

Jornalista, designer e consultor com mais de 15 anos de experiência em diversos ambientes de trabalho – de agências de propaganda a multinacionais como a Microsoft. Acredita que as pessoas devem fazer o que amam para serem felizes e produtivas, e para isso oferece métodos e projetos que ajudam tanto empresas quanto pessoas. Apaixonado por tecnologia, games e pela cidade de Gramado.
www.emiliocalil.com | emilio@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: