» » Conheça três dicas simples para aumentar sua persistência

Conheça três dicas simples para aumentar sua persistência

postado em: Artigos | 0
Conheça três dicas simples para aumentar sua persistência
Coronel Sanders, fundador do KFC: 1009 rejeições antes do sucesso

Quantas vezes você tentou seguir um sonho, foi rejeitado, desistiu e escolheu outro caminho? Cinco? Dez? Vinte? Você seria capaz de ouvir “não” mais de mil vezes sem desistir?

O coronel Sanders, fundador da rede de fast-food KFC, tentou vender sua receita de frango frito para donos de restaurantes quando tinha 65 anos. Ele foi rejeitado 1009 vezes antes de conseguir um “sim”. Essa é uma história de motivação e persistência.

A história do coronel Sanders nos inspira de duas maneiras. Primeiro, porque vemos que é possível uma pessoa ser rejeitada mais de mil vezes seguidas e continuar tentando. E algumas de suas rejeições foram bem humilhantes, mas ele mostrou que é possível superar isso.

Segundo, isso nos faz perceber o quanto podemos melhorar. Muitos não vão além de algumas poucas tentativas antes de desistir e tentar outra coisa. Alguns de nós não tentam nem mesmo uma vez! Então, quando vemos que um senhor de 65 anos pegava seu terno e um balde de frango frito todas as manhãs, apesar das constantes rejeições, isso nos faz pensar: “Puxa, se ele conseguiu fazer isso, eu poderia tentar mais um pouco… ou mais 100 vezes“.

Se nos compararmos à persistência do coronel Sanders, é normal ficarmos um pouco envergonhados por desistir depois de poucas rejeições (e não tem problema, só precisamos de novas estratégias).

Veja três estratégias que nos impedem de desistir

Estudando a persistência do coronel Sanders, o escritor americano Stephen Guise identificou três estratégias que podem nos ajudar a manter a persistência em situações difíceis. As dicas a seguir são para os momentos em que bate aquela vontade de ‘jogar a toalha’. Confira:

1 – Mude sua forma de pensar e transforme o fracasso em motivação

Neste momento você tem um conceito pessoal de quantas vezes ou quanto tempo é ‘razoável’ tentar as coisas. Aumente esse limite. Isso requer uma decisão firme de que ouvir “não” algumas vezes não vai parar você. Uma reação comum ao “não” é recuar e procurar uma forma de escape. É uma maneira de desistir sem admitir isso. Mas é possível contornar essa vontade de fugir. Pense no “não” como um desafio (não como rejeição). Lembra quando você jogava videogame e ficava preso numa mesma fase? E então você tentava de novo e de novo até superar esse obstáculo como um desafio? Por que você não é capaz de fazer a mesma coisa quando alguém lhe diz “não”? Em parte é porque você leva as coisas muito para o lado pessoal.

Não importa se dois milhões de pessoas dizem que você é o pior ser humano do mundo, pois só você é capaz de definir você. E quando se assume a responsabilidade de decidir quem você é e o que pode fazer, a rejeição é só um obstáculo, não uma onda devastadora.

2 – Enquanto continuar começando, você conseguirá terminar

Imagine que você tem um projeto que levará 100 horas para concluir. Você não pode fazer tudo de uma vez, então divide em 20 sessões de cinco horas cada. Se você gastar 35 horas de trabalho nele, mas não finalizar o projeto, qual o motivo do fracasso? Você parou de começar. Você nunca começou a oitava sessão! Essa é uma abordagem diferente, porém absolutamente crucial para o cérebro.

Seu cérebro não sabe quando ‘terminar’ porque isso envolve múltiplas tarefas e impede de determinar o fim de algo. Mas o cérebro sabe como dar o primeiro passo. Pense no coronel Sanders e como, na manhã de sua 863ª rejeição, ele levantou da cama, vestiu o terno, fritou os frangos e começou tudo de novo. Enquanto continuar começando, você nunca desistirá e, portanto, atingirá seu objetivo.

3 – Reduza suas metas até que seja fácil seguir em frente

Aprenda esta regra de ouro: Quando tentamos fazer tudo, não fazemos nada. A desistência pode ser o resultado de estarmos sobrecarregados. Diminua seus objetivos até que eles deixem de te intimidar e você nunca desistirá. Pequenos passos, foco e a criação de hábitos são a chave para o desenvolvimento pessoal. Se você quiser, por exemplo, escrever um texto com 5 mil palavras, acabará desistindo. Comece com uma meta de apenas 300 e mantenha o ritmo. Você não apenas atingirá as 5 mil palavras como ultrapassará esse limite sem perceber.

E você? Quantas vezes um “não” acabou com suas esperanças? Quantos sonhos você deixou para trás só porque foi rejeitado algumas vezes? E o que você pode fazer a partir de agora para mudar isso?

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Emílio Calil:

Editor, Consultor e Palestrante

Jornalista, designer e consultor com mais de 15 anos de experiência em diversos ambientes de trabalho – de agências de propaganda a multinacionais como a Microsoft. Acredita que as pessoas devem fazer o que amam para serem felizes e produtivas, e para isso oferece métodos e projetos que ajudam tanto empresas quanto pessoas. Apaixonado por tecnologia, games e pela cidade de Gramado.
www.emiliocalil.com | emilio@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: