» » Crianças são recompensadas por boas maneiras em restaurante

Crianças são recompensadas por boas maneiras em restaurante

postado em: Artigos | 0

Para Laura King, seus três filhos estavam se comportando normalmente enquanto jantavam em um restaurante italiano em Washington (EUA).

Mas os funcionários do restaurante Sogno di Vino (www.sogno-di-vino.com) ficaram tão impressionados com as boas maneiras das crianças à mesa que presentearam a família com uma tigela de sorvete.

Conta do restaurante Sogno di Vino
Conta do restaurante Sogno di Vino

Isso não foi percebido até que Laura notou o desconto por “crianças bem comportadas” no valor do sorvete na conta do restaurante. Um amigo postou a foto da conta em um site da web e a história ganhou repercussão.

O garçom disse que os funcionários sequer notaram que havia crianças à mesa”, disse Laura, com filhos de 2, 3 e 8 anos. Ela disse que ficou encantada com toda a repercussão da história e planeja voltar em breve ao Sogno di Vino.

O proprietário do Sogno di Vino, Robert Scott, disse que os atendentes têm o costume de oferecer descontos e que esta não foi a primeira vez que crianças bem comportadas foram recompensadas. A diferença neste caso é que um dos funcionários discriminou o desconto na conta. “Foi apenas uma gentileza”, disse Scott.

Scott disse que o restaurante estava cheio na noite em que Laura esteve lá, o que pode ser complicado para famílias com crianças pequenas. Mas ele disse que ficou impressionado com a forma como a família interagia uns com os outros e que mesmo o filho de 2 anos no cadeirão estava se divertindo.

Crianças mal-educadas são um problema que todos os clientes de restaurantes enfrentam uma vez ou outra, explicou Scott.

Você consegue ver quando uma família está desconfortável em um restaurante”, disse. “As crianças buscam outras atividades, saem da mesa, ficam em pé nas cadeiras, fazem barulho; e isso perturba os outros clientes”.

Laura King e sua família
Laura King e sua família bem comportada

Questionado se ele cobraria mais de clientes com filhos mal-educados, Scott negou.

Venho de uma geração que foi educada para se comportar bem em restaurantes”, disse. “Essa habilidade educacional parece ter sido perdida pelos pais de hoje”.

Laura King disse que já trabalhou na indústria dos restaurantes e conhece famílias com problemas desse tipo. Ela disse que nos restaurantes seus filhos aplicam a etiqueta à mesa que usam em sua própria casa.

Que tal copiarmos essa iniciativa? Não apenas no gesto de gentileza do restaurante, mas na educação comportamental de nossos filhos? Você tem uma história parecida? Mande pra nós! Envie um e-mail para contato@lifebreak.com.br

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Emílio Calil:

Editor, Consultor e Palestrante

Jornalista, designer e consultor com mais de 15 anos de experiência em diversos ambientes de trabalho – de agências de propaganda a multinacionais como a Microsoft. Acredita que as pessoas devem fazer o que amam para serem felizes e produtivas, e para isso oferece métodos e projetos que ajudam tanto empresas quanto pessoas. Apaixonado por tecnologia, games e pela cidade de Gramado.
www.emiliocalil.com | emilio@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: