» » Como dividir o home office com sua esposa

Como dividir o home office com sua esposa

postado em: Artigos | 0
Como dividir o home office com sua esposa
Como dividir o home office com sua esposa

Em 2014 precisei tomar uma difícil decisão. Eu havia saído de uma grande multinacional e tinha duas opções à frente: Tentar voltar ao mercado de trabalho, ou arriscar a empreender e trabalhar de casa, que era o que eu sempre quis fazer.

Na verdade, me vi fazendo as duas coisas. Mandava currículos enquanto ia trabalhando com alguns clientes que tinha como freelancer – afinal, não dava para ficar parado. Mas o desejo de empreender sempre falava mais alto e, junto com a esposa, começamos a nos focar mais em encontrar clientes do que encontrar emprego.

No meio de tudo isso, eis que o país entra em uma grande crise econômica, o que tornava o ato de empreender ainda mais difícil. Mas nossas paixões e objetivos precisavam ser maiores do que os problemas. Especialmente porque nós dois trabalharíamos juntos, lado a lado, literalmente.

Em meio a tudo isso iniciamos nossos trabalhos de produção de conteúdo, marketing digital e design. Além disso, nós tínhamos projetos pessoais aos quais queríamos nos dedicar, também.

E assim começou nossa parceria profissional, que consiste em uma ajuda mútua que vai muito além dos laços do casamento. Trabalhar junto com sua esposa (ou marido) é algo que exige esforço, tempo, dedicação e compreensão de ambas as partes.

Não, não é fácil. Brigas e discussões são normais durante o percurso. Cada um tem o seu jeito de trabalhar, a sua forma de priorizar as tarefas e de encarar como as coisas devem ser feitas. E não há nenhum chefe para orientar, o que exige muita maturidade dos dois.

Mas é possível e é recompensador. Hoje nós atendemos clientes na área de marketing, design e conteúdo pelo site emiliocalil.com, temos o LifeBreak, que é nossa forma de ajudar pessoas e empresas a serem mais produtivas por meio de consultoria e do blog; e trabalhamos em nossos projetos pessoais: Ela edita o site Vida com Tempero (www.vidacomtempero.com.br), focado em qualidade de vida e alimentação funcional, e eu o Dicas de Gramado (www.dicasdegramado.com.br), especializado em turismo na Serra Gaúcha.

Ufa! E como conseguimos fazer tudo isso? A resposta vem na forma dessas cinco dicas abaixo, que devem ajudar muito quem pretende trabalhar em casa com seu cônjuge:

5 dicas para dividir o home office com sua esposa

1 – Entrem em acordo definindo regras

Não se baseiem em ‘acordos verbais’ ou na cortesia para estabelecer as regras do home office. Sentem e digam exatamente o que cada um espera do outro das 09h às 18h.

O que você precisa em termos de foco e privacidade? O que o seu cônjuge deve fazer se precisar te interromper? Como vão gerenciar os conflitos que surgirem?

2 – Criem uma divisão do espaço de trabalho

Arrumem o home office para que ele tenha dois espaços distintos de trabalho – mesmo que vocês dividam a mesma mesa. Isso evita a confusão com documentos e delimitação de espaço.

Até a decoração pode ser distinta. No meu caso, eu tenho alguns bonecos do Super-Homem e do Optimus Prime rodeando meu computador, enquanto ela tem o Mickey, a Hello Kitty e um cofre prateado de porquinha batizada de Penélope.

3 – Definam limites e responsabilidades

Estabeleçam o que está e o que não está aberto à discussão em sua rotina diária de trabalho. Você quer que seu cônjuge fique reclamando daquele cliente que sempre paga atrasado ou de quanto tempo você passa no Facebook? Estabeleçam as tarefas e obrigações de cada um, mantenham-se firmes nelas, e não invadam o espaço um do outro.

No nosso caso, definimos os papéis de quem cuida de prazos e orçamentos e quem cuida da operação. E consultamos um ao outro sempre que surgem dúvidas nesses campos.

4 – Usem a tecnologia a seu favor

Como trabalhamos com os mesmos clientes em divisões distintas, é importante fazer um uso inteligente da tecnologia. Por exemplo, nossos arquivos mais importantes estão todos na nuvem – seja Google Drive, Dropbox ou OneDrive.

Dessa forma, mesmo que estivermos em trânsito, em reunião ou até viajando, conseguimos acessar os arquivos de tablets ou celulares, em caso de emergência.

Nossa lista de tarefas também fica compartilhada um com o outro pelo aplicativo Todoist, assim organizamos as datas de cada tarefa e sabemos exatamente o que cada um tem pela frente.

5 – Música e silêncio

Quando eu trabalhava fora, uma das coisas que eu mais gostava de fazer era colocar os fones de ouvido enquanto trabalhava. O barulho externo sempre foi um fator de distração para mim, e a música ajudava a me concentrar.

Mas desde que comecei a trabalhar em casa, em um ambiente mais silencioso, a música se tornou incômoda. Por sorte a Aline partilha desse mesmo sentimento, então ambos preferem trabalhar sem música.

Vez ou outra ligamos algum som bem baixo, geralmente música clássica, mas a regra é o silêncio.

Caso vocês dois divirjam sobre esse assunto, um simples fone de ouvido pode restaurar a paz.

Espero que essas dicas ajudem você a conseguir trabalhar com mais harmonia e foco junto com seu cônjuge. E se você tem suas próprias dicas, fica desde já o convite para compartilhá-las nos comentários abaixo.

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Emílio Calil:

Editor, Consultor e Palestrante

Jornalista, designer e consultor com mais de 15 anos de experiência em diversos ambientes de trabalho – de agências de propaganda a multinacionais como a Microsoft. Acredita que as pessoas devem fazer o que amam para serem felizes e produtivas, e para isso oferece métodos e projetos que ajudam tanto empresas quanto pessoas. Apaixonado por tecnologia, games e pela cidade de Gramado. www.emiliocalil.com | emilio@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: