» » Conheça quatro maneiras de acabar com a fofoca na empresa

Conheça quatro maneiras de acabar com a fofoca na empresa

postado em: Artigos | 0
Conheça quatro maneiras de acabar com a fofoca em sua empresa.
Acabe de uma vez com os boatos de corredor.

Quem não se lembra das fofocas da época do colégio? Uma pequena discussão ou apenas um comentário já era o suficiente para se espalhar e aumentar de proporção por toda a escola.

E no fim, ninguém mais sabia o que era verdade ou não.

Acho que ninguém tem saudades disso e tampouco deseja ter este mesmo ambiente dentro de uma empresa.

Fofocas são algo que nenhuma empresa quer dentro de suas paredes, mas infelizmente é difícil de impedir. E se você acha que seus funcionários não fazem fofoca, você está errado.

A verdade é que em todos os lugares onde há aglomerações de pessoas, há fofoca. Um pouco de fofoca não é prejudicial.

Um estudo recente da Universidade de Stanford até sugere que poderia ser uma coisa boa (contanto que seja benéfica). Mas, às vezes, alguns rumores têm o potencial de lançar um sentimento de desconfiança em toda a empresa, onde os funcionários podem pensar que algo está acontecendo e que não estão sendo informados por alguma razão.

Há até aqueles que acabam levando para o lado pessoal.

Se você é o líder de sua equipe na empresa – ou mesmo o dono da empresa – é preciso tomar conhecimento das fofocas e procurar sempre informar seus funcionários sobre o que realmente está acontecendo. Quanto mais tempo você ignorar ou esperar para tomar alguma providência, mais o boato vai se espalhar por outros departamentos – e mais provável que as informações ficarão ainda mais imprecisas, assim como acontece no ‘telefone sem fio’ (ou rádio peão).

Aqui estão quatro maneiras de acabar com os boatos da sua empresa:

1. Verifique a veracidade do boato.

Antes de tomar as providências para acabar com a fofoca, procure se informar sobre o que realmente estão falando na empresa. Converse com seus gerentes ou chefes de departamentos e se informe melhor sobre as informações que estão circulando dentro da empresa.

Assim será mais fácil identificar exatamente o que está sendo espalhado pelos corredores.

 2. Torne a comunicação mais fácil

Sua primeira reação provavelmente será de conversar diretamente com a pessoa que está espalhando os rumores. Mas o que fazer com todas as pessoas que ouviram o boato e, embora não o estejam espalhando, acham que o que ouviram é verdade?

Você precisa lidar com toda a equipe, talvez até mesmo com toda a empresa. Mas em vez de fazer uma reunião sobre os rumores, que tal transformá-la em um fórum aberto para os funcionários expressarem suas preocupações sobre qualquer coisa, relacionada com a fofoca ou não.

Se for o caso, coloque uma caixa de sugestões para que as pessoas possam enviar suas perguntas de forma anônima. Talvez você até ache antiquado, mas ficará surpreso de como os funcionários serão mais honestos ao opinarem.

3. Seja franco.

Os rumores que podem realmente afetar uma empresa são aqueles em que os funcionários pensam que seu líder ou chefe está escondendo alguma coisa deles. Então, procure ser sempre honesto.

Se um erro foi cometido, reconheça e prometa que isso não vai acontecer novamente. Se for apenas uma falsa informação, digamos assim. (Mas não chame a atenção de uma pessoa na frente do grupo, fale em particular depois com ela).

Se os funcionários estão descontentes ou confusos sobre certas decisões tomadas pela empresa, forneça o contexto para que eles possam se informar sobre as coisas que acontecem nos bastidores, das quais eles podem não ter tido conhecimento. Honestidade gera honestidade.

4. Confronte reincidências.

Inevitavelmente você terá um funcionário que não consegue manter sua boca fechada e está sempre louco para espalhar qualquer tipo de informação, seja boa ou ruim. Neste caso, você precisará ter uma conversa direta com ele (o famoso one-on-one) e dizer que, se ele “ouvir” qualquer rumor, deve falar diretamente com você. A ideia é fazê-lo sentir que você confia nele para obter os fatos primeiro, antes de perguntar ou dizer a seus colegas de trabalho.

Você pode impedir seus funcionários de falarem, mas estas quatro dicas devem ajudar a prevenir sua empresa volte a ser aquele colegial cheio de fofocas.

Veja mais dicas bacanas aqui:

Comente pelo Facebook

comentários

Seguir Aline Guedes:

Consultora e Editora

Formada em Direito pela Universidade São Judas, apaixonada pela vida, por moda, por fotografia e gastronomia funcional. Gosta de lidar com pessoas, buscando extrair sempre o melhor delas. Acredita que a felicidade e a paz interior são os melhores estimulantes da criatividade. Ama incondicionalmente todos os cachorros do mundo.
www.vidacomtempero.com.br | aline@lifebreak.com.br

Participe deste assunto! Deixe seu comentário abaixo: